Feliz Dia Novo
Feliz Dia Novo
Atire o coração por cima do sarrafo que o seu corpo vai junto
/

Como nasceu o sonho de Jesse Owens, um dos maiores ícones da história das Olimpíadas. Dedicação, treinamento, entusiasmo, paixão e sonho. O que é que vai te levar mais longe é tudo isso de maneira combinada. Ouça e compartilhe.

Quando você me vê chegar de óculos com o livro Insight, é sempre como aquele velho programa da TV Cultura “Senta que lá vem história”. Texto adaptado do livro de Daniel Carvalho Luz, das atitudes criativas e vitoriosas, Insight.

Lá vem o sonhador. “Os que conquistam são os que acreditam que podem conquistar.” Virgílio.

Você coloca seu coração nos seus desafios? Nas suas metas? Veja só que história que o Daniel trouxe pra gente, também retirada de um outro livro “O coração de um campeão” escrito por Bob Richards. Bob Richards tinha algumas medalhas olímpicas e no livro ele fala da importância de um sonho. Pra ilustrar, narra um episódio que ocorreu com o atleta Charles Paddock.

Certo dia Paddock fazia uma palestra num ginásio de Cleverland e a certa altura ele diz, Paddock era um atleta, – quem sabe, talvez algum dia alguém aqui nesta sala vai ganhar provas numa olimpíada. Quando acabou aquela reunião, aquela assembleia, aquele papo com os alunos, aproximou-se dele um jovem negro magricela, de pernas finas, que ficou sentado lá no fundão da sala e chegou timidamente perto dele pra dizer: – Eu daria tudo pra ganhar um dia alguma corrida importante. Paddock olhou pra ele e respondeu calorosa e afetuosamente: – E você pode ganhar, meu filho, basta que faça disso sua meta de vida e dê tudo de si pra alcançá-la. 

Pois bem. Em 1936 aquele jovem, cujo o nome era Jesse Olwens ganhou várias medalhas de ouro nas Olimpíadas de Berlin e quebrou diversos recordes. Adolf Hitler ao saber de seu maravilhoso desempenho, ficou furioso. Pois a realização do sonho daquele jovem negro representou um duro golpe para aquele louco sonho do ditador da raça ariana como superior. Quando Jesse Olwens voltou para os EUA naquele ano teve uma recepção festiva nas ruas, você pode procurar isso em documentários.

Naquele dia mesmo um outro rapazinho negro de pernas finas conseguiu comprimir-se na multidão, chegou perto de Jesse Olwens e disse: – Jesse, eu gostaria de correr também quando crescer. Então Jesse lembrou-se do que aconteceu com ele, no velho Charles Paddock, apertou a mão daquele garoto e respondeu: – Sonhe alto menino, sonhe alto meu filho e dê tudo de si pra chegar lá. Em 1948 era este o rapazinho, Harrison Dillard que ganhava medalhas de ouro nos jogos olímpicos daquele ano. 

Conta-se que certa vez um estudante estava treinando salto em alturas, preparando-se para o campeonato estadual e após cada salto o técnico elevava um pouco mais o sarrafo. Afinal ele colocou na altura do recorde da prova e o garoto treinando protestou: – Pô ai não dá, como é que eu vou saltar essa altura? E o treinador disse simplesmente: – Atire o coração por cima do sarrafo que o seu corpo vai junto.

Reconheça a força propulsora de um sonho, apure os sonhos que se acham fora da realidade como ilusões, restaure sonhos frustrados, realize os que ainda não foram realizados, reformule sonhos com defeitos. Estude, mas coloque paixão, coloque dedicação, coloque o coração, coloque suor, coloque alma que eu tenho certeza, assim como aconteceu com o grande ícone Jesse Olwens, você também terá a sua pequena grande vitória. Seja lá em que campo você esteja buscando o seu sucesso.

Dedicação, treinamento, entusiasmo, paixão e sonho. O que é que vai te levar mais longe é tudo isso de maneira combinada. Argumento adaptado do livro Insight 1 de Daniel Carvalho Luz, argumento do programa Feliz Dia Novo com a presença do autor em mais um Diálogo Nutritivo.

Compartilhe