Navegar é preciso. Viver não é preciso
Feliz Dia Novo

 
 
00:00 / 00:07:06
 
1X
 

A vida é um eterno ganha e perde para muitos. O que não dá para concordar sempre. A vida é um eterno aprende e aprende, ganha e ganha. Sempre tiramos lições de todas as experiências que vivemos, principalmente aquelas frustrantes no momento que ocorrem. Os erros costumam ser nossos melhores mestres. Aprenda com eles sem deixar de tentar sempre, é sempre um novo caminho de acerto e evolução. Feliz Dia Novo! Compartilhe boas ideias

Oi, com licença, chegando aqui pra esse diálogo nutritivo sagrado do Domingo. Sagrado não religioso, mas um sagrado de tá viva, de tá vivo e você aí quem sabe no Domingo, mesmo nesses tempos de pandemia possa ter um tempo aí de pensar no que faz, no que deixa de fazer, no que ganha, no que perde, nas conquistas, naquilo que não deu certo, nas frustrações, nas expectativas. E também nos resultados. O que é sagrado para uma vida interessante, pra uma vida nutritiva, pra uma vida que valha a pena? A gente vive uma sociedade que valoriza o acerto, e valoriza a vitória e não valoriza o aprendizado. A conquista, o pódio é um lugar para poucos, é uma referência pra nos mostrar que é capaz sempre evoluir. A gente pode chegar ao ponto mais alto de qualquer situação ou na região mais satisfatória pra provar pra gente mesmo de que a gente é capaz. Mas será que todos aqueles que correm na fórmula 1, e a gente nunca entendeu os nomes, já que eles são complicados, que nunca ocuparam o pódio, aqueles 3 lugares? Será que eles são fracos? É, esse é o aprendizado. Isso é que deve ser valorizado. Mas a gente tem uma sociedade de sucesso, e esse sucesso que coloca aquelas pessoas que teoricamente não atingem aquele nível de resultado como fracassados. Isso faz muita gente voltar pra cama com a sensação de que é incapaz, de que é fraco, de que não pode. E isso é uma dor que não é justa. Pra ninguém. Voltar pra casa fracassado. É normal que a gente volte com o silêncio, porque enquanto a gente tá no silêncio de alguma empreitada que não deu certo, a gente elabora a nossa jornada, o caminho que a gente fez, o que a gente acertou, o que a gente errou. Outras escolhas poderiam ser feitas e tudo isso é o aprendizado, e tudo isso é a vida. Portanto ganhar e perder é apenas um jeito de entender o que está acontecendo. Ao longo do tempo com a perspectiva do tempo depois que passa muito tempo daquilo que ocorreu, que até nos frustrou, que até nos derrubou, a gente entende que nem sempre aquilo que a gente ganhou foi bom. Resultou em algo sólido, em algo permanente, em algo perene, em algo de valor. E nem sempre aquilo que a gente perdeu foi fracasso, como a gente viu no momento em que estava na situação. Então ganhar e perder são só referências. Hoje não deu certo, amanhã pode dar certo. E temos uma sociedade que exige da gente só o resultado máximo, a beleza máxima, só o topo e não existe lugar pra todo mundo no topo. O importante é estar no jogo, o importante é estar entregue aquilo que você faz de corpo e alma, sendo perfeito. Se isso possibilitar uma performance tal alta que você alcance o pódio, maravilha faça festa. Mas tenha consciência que ninguém permanece no pódio o tempo todo, é só pra lembrar também e a gente aprender dessa alternância. Nem o Michael Schumacher, por razões outras que nem estão ligadas ao esporte objetivamente, se manteve no topo porque algumas variáveis da vida não estão sob controle. Aliás, quase nada esta sob controle. Tem aquele verso que o Caetano Veloso usou nos Argonautas de Camões que diz “Navegar é preciso, viver não é preciso.” Tem muita gente que ainda não entende muito bem esse preciso. O preciso de Camões “Viver não é preciso” é de precisão. A vida não é uma ciência exata, você não pode fazer uma matemática com a vida. Porque navegar é preciso, navegar você tem os instrumentos, você escolhe a direção, você lida com os ventos, como produzir, você tem uma lógica, uma direção. Ali é preciso. Já ser humano, já viver não é preciso. Não é preciso de precisar, é preciso de precisão. Então a vida sempre terá o inesperado, porque a gente vai ter variáveis que não estarão sob controle. Então se você um dia ou outro fica triste, é, pense que isso não dura para sempre. Que você precisa realmente acomodar os seus sentimentos, os seus pensamentos a partir dessa tristeza que ensina algo. E se você também está muito eufórica, muito eufórico por algum resultado, por algum sucesso também tenha essa consciência, que isso não dura. Isso só faz parte da jornada. Um dia a gente ganha, outro dia a gente perde. É claro que a gente não precisa ser viciado em perder, não precisa trabalhar com essa perspectiva. A perspectiva de cada um de nós é de melhoria contínua, de evolução contínua para o aprimoramento do ser e não para ter o troféu exatamente na estante pra mostrar pra todo mundo o quanto você é poderosa, o quanto você é poderoso, o quanto você é melhor do que os outros porque não é. Simplesmente é o jogo no qual a gente está. É isso. Que você consiga pensar bem aí ao elaborar as suas tristezas, as suas alegrias, a sua euforia e a sua frustração. Que você entenda que é só uma perspectiva do momento e que você aprenda com isso. E melhor do que estar no pódio é aprender que você pôde viver uma experiência do jogo, que te enriqueceu a vida. Certo?! Que você tenha um excelente domingo, nós temos o canal lá do Youtube Irineu Toledo – Positive-se, todos os canais de podcast, acessa lá. E a Rádio Positiva o App, veja aí no seu Google Play, baixa aí a nossa Rádio, a RádioWeb Rádio Positiva e em breve vamos de volta estar aqui que aqui é a nossa rádio agora todos os dias com gente interessante conversando com você. Com boas notícias pra começar cada dia novamente com você. Eu sou Irineu Toledo  torcendo pra que você faça desse dia, desse domingo, um grande dia na sua história. E se  você tá assistindo hoje nem é domingo, tá valendo. Porque o que importa os dias da semana, os dias do mês e que dia que é hoje, que mês que é. Importante é que se esse papo valeu pra você pensar eu já fico feliz. Um Feliz Dia Novo!

CURIOSIDADE:

NAVEGAR É PRECISO, VIVER NÃO É PRECISO
A frase está no livro A Vida de Pompeu, escrito por Plutarco. Foi dita a marinheiros amedrontados, que se recusavam a fazer uma viagem perigosa entre Sicília e Roma. Plutarco escreveu em grego, mas a frase ficou famosa em sua tradução para o latim: “Navigare necesse; vivere non est necesse”.
Pessoa apenas a citou, em tradução para o português, da mesma forma como nós poderíamos citar “ser ou não ser, eis a questão”, ou “penso, logo existo”. A gente nem se preocupa em dizer quem é o autor dessas frases, porque todos sabem.
A História: o general Pompeu, por volta de 70 a.C., recebeu a missão de transportar o trigo das províncias para a cidade de Roma, que sofria grave crise de abastecimento causada por uma rebelião de escravos. Os capitães dos navios se recusavam a fazer a viagem, porque uma tempestade se aproximava. O general Pompeu, de família rica, então com 36 anos, deu o exemplo, subindo a bordo.
A viagem foi feita com sucesso e Pompeu elegeu-se cônsul, com apoio das camadas populares romanas. Mais tarde, foi um dos integrantes do Primeiro Triunvirato que governou todo o território romano.

Eis o texto de Plutarco, em A Vida de Pompeu: “Na hora de partir, uma forte tempestade se abateu sobre o mar, deixando hesitantes os capitães dos navios. Então ele (Pompeu), dando o exemplo, foi o primeiro a subir a bordo, deu ordens para levantarem a âncora e gritou: ‘É necessário navegar, viver não é necessário’. Graças a sua audácia e energia, ajudado pela Fortuna, ele encheu o mar com seus navios”.

*FONTE: textos apócrifos na internet

Ouça a Rádio Positiva – Uma rede conectada à boa atitude

Conteúdos diários www.felizdianovo.com.br

GooglePlay https://play.google.com/store/apps/details?id=br.com.mobradio.radiopositivanet

AppleStore https://apps.apple.com/br/app/positive-se-r%C3%A1dio/id316900737

felizdianovo #irineutoledo #bomdia #agendaatitude

Compartilhe